Cubo da Segurança (Security Cube)

O Cubo da Segurança, como proposto por Donn B. Parker, é um framework conceitual usado para estruturar e discutir a segurança da informação em um contexto de TI. Ele destina-se a promover uma compreensão integral das diversas dimensões que afetam a segurança dos sistemas de informação.

Descrição Geral

O Cubo da Segurança decompõe a segurança da informação em três dimensões principais: metas de segurança (confidencialidade, integridade e disponibilidade), estados da informação (transmissão, armazenamento e processamento) e medidas de contraposição (tecnologia, políticas e práticas, e pessoas). O objetivo é garantir uma visão holística dos desafios de segurança e das soluções necessárias para abordá-los.

Origem e Desenvolvimento

Donn B. Parker desenvolveu o Cubo da Segurança para simplificar a complexidade inerente à segurança da informação. Desde sua concepção, tem sido uma ferramenta valiosa para profissionais de segurança, ajudando-os a visualizar e planejar a proteção adequada dos ativos de informação.

Componentes Principais do Cubo da Segurança

O Cubo da Segurança engloba três dimensões principais que são críticas para a segurança da informação. Cada dimensão contempla metas específicas e atributos que, juntos, formam um modelo abrangente para proteger informações em ambientes digitais.

Metas de Segurança

As metas de segurança são os objetivos primordiais que o Cubo da Segurança procura alcançar:

  • Confidencialidade: Envolve a proteção de informações contra acesso e divulgação não autorizados.
  • Integridade: Assegura que as informações sejam precisas e completas, e que a manipulação das mesmas só ocorra de maneira autorizada.
  • Disponibilidade: Foca em garantir que usuários autorizados tenham acesso contínuo às informações e aos recursos relacionados.

Atributos Adicionais de Segurança

Além das metas tradicionais, o Cubo da Segurança também destaca dois atributos adicionais importantes:

  • Autenticação: Essencial para verificar se um usuário ou entidade é realmente quem afirma ser, estabelecendo a base para outras medidas de segurança.
  • Não Repúdio: Fundamental para garantir que uma ação ou transação não possa ser negada posteriormente por qualquer uma das partes envolvidas.

Estados da Informação

O Cubo considera os diferentes estados pelos quais as informações passam, cada um exigindo medidas de segurança específicas:

  • Transmissão: Refere-se à proteção de informações enquanto elas estão sendo transferidas de um local para outro.
  • Armazenamento: Diz respeito à segurança das informações quando estão estáticas, armazenadas em algum meio físico ou digital.
  • Processamento: Relaciona-se com a segurança das informações enquanto estão sendo utilizadas ou manipuladas por sistemas.

Medidas de Contraposição

Para proteger as informações nos diferentes estados e alcançar as metas de segurança, o Cubo da Segurança incorpora medidas em três categorias:

  • Tecnologia: Inclui o uso de soluções técnicas como softwares e hardwares projetados para defender as informações de ameaças.
  • Políticas e Práticas: Engloba as diretrizes organizacionais e procedimentos operacionais que estabelecem como as informações devem ser manuseadas e protegidas.
  • Pessoas: Reconhece o papel crítico que os usuários, administradores e outras partes interessadas desempenham na manutenção da segurança da informação.

Juntas, estas dimensões e medidas compõem o Cubo da Segurança, fornecendo um modelo estruturado para entender e aplicar as práticas de segurança da informação.

Metodologia e Abordagem

A metodologia do Cubo da Segurança recomenda uma abordagem integrada, na qual as medidas de segurança são aplicadas de forma consistente em todas as dimensões e estados da informação, considerando o fator humano e as políticas organizacionais.

Aplicabilidade e Casos de Uso

O framework é aplicável em qualquer organização que lida com dados e informações sensíveis, desde proteção de dados em saúde até segurança em transações financeiras online.

Benefícios e Vantagens

Os principais benefícios incluem uma visão compreensiva da segurança, permitindo que as organizações identifiquem e abordem proativamente vulnerabilidades em todos os aspectos do manuseio da informação.

Limitações e Considerações

Embora o Cubo da Segurança ofereça uma visão ampla, ele deve ser adaptado às especificidades de cada organização, e a implementação de suas práticas pode variar em complexidade.

Comparação com Outros Frameworks

Diferentemente de frameworks focados em aspectos específicos, como o ISO/IEC 27001, que é mais prescritivo, o Cubo da Segurança oferece uma visualização conceitual que abrange múltiplas facetas da segurança da informação de maneira integrada.

Implementação e Adaptação

Para implementar o Cubo da Segurança, as organizações devem avaliar cada dimensão e determinar como as medidas de segurança aplicáveis podem ser integradas em seus processos e políticas existentes.

Recursos Adicionais

Para mais informações sobre o Cubo da Segurança, pode-se consultar obras de Donn B. Parker e pesquisas relacionadas à segurança da informação em publicações especializadas e conferências do setor.

Gostaria de mais informações?

Se você tem interesse neste assunto ou gostaria de mais informações sobre como a EximiaCo pode ajudar a sua empresa a utilizar a tecnologia para gerar mais resultados, entre em contato conosco.

METODOLOGIAS RELACIONADAS

Confira as metodologias relacionadas a este framework:

Metodologia para Assessment de Cibersegurança

0
Gostaríamos de ouvir sua opinião!x

Tenho interesse em conversar

Se você está querendo gerar mais resultados através da tecnologia, preencha este formulário que um de nossos consultores entrará em contato com você:

Área de colaboradores

Esse ambiente é de acesso restrito à equipe de colaboradores da EximiaCo.

Trabalha na EximiaCo? Então conecte-se com sua conta: